Culto Inter-religioso presta homenagem a Mario Covas pelos 15 anos da morte do ex-governador

Um culto inter-rrelioso celebrou, ontem, os 15 anos da morte do inesquecível Mario Covas.  O evento ocorreu no Parque da Juventude, na zona norte da Capital, e foi uma iniciativa da Fundação Mario Covas. Entre os presentes, representantes do judaísmo, catolicismo, espiritismo e culto de matriz afro. Além de filhos, netos e bisnetos, a homenagem contou com a presença da viúva de Covas, dona Lila Covas.

Entre as diversas autoridades, participaram das homenagens o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, a secretária do Meio Ambiente, Patricia Iglecias, e o deputado Ramalho da Construção.

Em seu discurso, Alckmin lembrou o legado deixado pelo ex-governador. "Quem olha assim, pensa foi tranquilo adminitrar São Paulo. Teve muito sacrifício, coragem e sofrimento", disse o governador, referindo-se à época em que Covas ficou à frente do governo do Estado, de 1995 a 2001

Durante as homenagens, foi entregue ao Parque da Juventude a escultura Sonho de Liberdade, de Domenico Calabrone, obra doada pela viúva do escultor, Dalva Calabrone.

<