Informação é a melhor arma contra mosquito Aedes aegypti

Cerca de mil convidados compareceram hoje na palestra "Todos Contra o Mosquito Aedes aegypti", na sede do Sintracon (Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil).
Com o slogan "Perder Para o Mosquito é o Fim da Picada", o Chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil no Estado, coronel José Roberto Rodrigues de Oliveira, traçou um panorama e deu dicas sobre o combate ao Aedes aegypti, transmissor do vírus da dengue,chycungunya e zika.
"É uma guerra", disse Oliveira. "De um lado está o mosquito; de outro, a humanidade." Para ele, a grande arma contra o Aedes é a informação. Oliveira conclama os moradores a interagir com o vizinho, em busca de focos do mosquito. "A dengue contaminou só em São Paulo 600 mil pessoas, com 500 mortes", disse.
Ele ressaltou que a iniciativa de combater o Aedes deve partir da população. Segundo Oliveira, 95% do combate é mecânico. "Não se pode deixar água parada. Uma simples tampinha pode virar foco do mosquito."
O deputado Ramalho da Construção acredita ser necessário a união para vencer o mosquito. "Sempre acreditei que não se deve fazer as coisas sozinho. Se unirmos trabalhadores, empresários, governo e a população, a gente consegue vencer", disse.
Além do Sintracon, o evento contou com as parcerias da Força Sindical, Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo e Mogi das Cruzes, Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Química e Farmacêutica e Sinduscon (Sindicato da Indústria da Construção Civil)

<